.:Adriana:.
Jornalista
32 anos
Áries
São Paulo

Dona orgulhosa de
Três cachorros
Dois gatos
Cinco tattoos
E um marido implicante.

MSN: adrimori@hotmail.com


.:Meu Neopet:.
adrimori conseguiu seu Neopet em http://www.neopets.com


.:A casa antiga:.
Girl On The Rocks I

.:Lado B:.
30 e poucos

.:Mundo Cão:.
Dog Diaries

.:Aconselhamento:.
Clique aqui e conte seu problema

.:Olha eu aqui!:.


.: Estou participando :.





.: Estou lendo :.
Intermitências da Morte, de José Saramago. ADORO!

.: Estou ouvindo :.
Substance, do Joy Division. Cada vez mais amo essa banda!

.: Estou fazendo :.
Coisas que nunca fiz: depilação com cera, tratamento de podologia e drenagem linfática. Ser mulherzinha é uma dureza...

.: Estou querendo :.
Viajar. Para todos os lugares do catálogo da CVC.

.: Muso da Copa :.
Luis Figo (Portugal) RULEZ!

Esse cara é fodáximo!


.: Resoluções para 2006 :.



.:Isso tudo sou eu:.
Morei em Londres e Lyon, mas meu lugar é aqui.
Adoro as pessoas, mas os cães me entendem melhor.
Adoro chocolate, mas odeio os quilos extra que ostento na barriga.
Adoro malhar, mas tenho preguiça de ir à academia.
Não gosto muito de crianças, mas quero ter uma só para mim.
Não gosto muito de dirigir, mas adoro meu carro.
Não gosto muito de frio, mas amei a neve.
Sou racional, mas às vezes é a emoção que age.
Sou inteligente, mas vivo fazendo burrada.
Sou de poucos, mas bons amigos.
Sou meio insensível, mas chorei vendo Gasparzinho.
Tenho orgulho de quem sou, mas já tive vontade de sumir.
Tenho uma família maravilhosa, mas moro sozinha. Com meu namorado que virou marido.
Minha mãe teve câncer de mama, mas venceu a doença.
Meu pai tinha um ótimo emprego na França, mas desistiu para estar ao lado da minha mãe.
Meus irmãos não são muito presentes, mas são muito queridos.
Não sei se meu marido é o homem da minha vida, mas é um grande cara.
Não sei como vai ser se meus cães morrerem, mas nem penso muito nisso*.
Não sei como vai ser amanhã, mas ontem foi o melhor possível.

.:Coisa de Mestre:.
"Principalmente no ponto em que Jesus nos fala dos lírios do campo, que não trabalham nem fiam, e no entanto nem Salomão em toda sua glória jamais se vestiu como um deles. Está claro que não devemos ficar deitados à espera de que tudo nos caia do céu. É indispensável trabalhar, pois um mundo de criaturas passivas seria também triste e sem beleza. Precisamos dar um sentido humano às nossas construções. E quando o dinheiro ou o sucesso estiver nos deixando cegos, saibamos fazer pausas para olhar os lírios do campo e as aves do céu".
Érico Veríssimo, in Olhai os Lírios do Campo



.:Amigos e Bacanas:.
- Butiquim do Clovão
- Caverna da Morcega
- Colombina
- Ecos da Mente
- km 140
- Letra Morta
- Lulu on the sky
- Metamorfose Ambulante
- Olha só!
- Proibido é Melhor
- Trakineiros Corcundas
- Editor do UOL Tablóide



.:E também:.
- Cafajeste (quase) Arrependido
- Historinha
- Homem é tudo palhaço
- InternETC.
- Kibe loco
- Leis de Murphy
- Mulé é um bicho burro mermo!
- Neil Gaiman
- Ninguém lê essa porcaria
- The Best Page in the Universe
- Zero 31


.:Nos meus favoritos:.
- AGILITEIROS.COM
- Bijoux assinada com a patinha da Sasha
- Abacaxi Atômico
- Carta às Mulheres
- E-farsas
- Judão
- Linda e muito talentosa
- O mundo é do Joãozinho


.:Idos e Vividos:.

- 01/01/2007 a 31/01/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/11/2006 a 30/11/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005


.:Layout:.

Templates by Marina



CARTA PARA ALANIS

... Ou como fazer todo o resto ficar despezível...

Querida Alanis

Demorei um pouco para escrever, pois as coisas ainda estão um pouco estranhas na minha vida desde que você foi embora. Sua carinha povoa mais do que nunca os nossos pensamentos, nossos corações, nossos sentimentos, nossas preces. Eu choro, seu pai chora, seus avós choram, nossos amigos mais próximos choram sua partida prematura.

Fiquei triste por você ter ido embora tão cedo, mais triste do que nunca pensei que ficaria. Meu coração perdeu um pedaço tão grande, acho que nem eu sabia que você ocupava tanto espaço em meu coração. Mas ao mesmo tempo me senti muito privilegiada por ter tido você na minha vida. Você que me ensinou tanta coisa com seus olhos, com suas atitudes, você que sentia tudo que eu sentia, que ria minhas risadas e entendia as minhas lágrimas - como chorei no seu ombro, meu amor! Quando ninguém mais me entendia, você estava lá, sempre pronta a me entender, me ouvir e me consolar. Você e seu rabo de helicóptero, sua cara de foto estourada em que vemos só os olhos e o focinho, pretinhos. Os cafunés nos seus "cabelos", os carinhos na orelha, coçadinhas na barriga, brincadeiras na grama, banhos mornos e toalhas macias, tudo que te fazia ronronar.

Você, que encantou um diretor de redação a ponto dele pedir que toda a sexta-feira você viesse à editora para conversarem em "argentinês", uma língua que só você falava com ele. E que ele fez questão que você fizesse um ensaio fotográfico com roupinhas e apesar do fundo branco, foi a que melhor apareceu nas fotos.

Você nunca me disse não. Nem talvez.
Você era a querida do SIM, do SEMPRE, do PRA SEMPRE...
Você sentia dor nos vários curativos que teve de fazer ao longo da vida (quem mandou ser estabanada assim?), mas nunca mostrou os dentes para mim.
Você se atracou com alguns cachorros durante sua vida e a forma que sempre usei para separar você dos outros era colocar meu braço em sua boca. E você nunca, nem por engano, me mordeu.

Você que passou a ser meu sobrenome... Adriana? Qual delas, são tantas... Mas Adriana da Alanis sou só eu...
Dormimos por anos na nossa cama, foi minha companheira quando eu, sozinha, ia passar fins de semana no sítio. Correu muito comigo, viajamos, passeamos, você sempre sentada ao meu lado na picape. Passamos medo em tempestades - querida, você tinha tanto medo de raios quanto eu! -, nos abraçamos e vimos a tempestade cair e o tempo abrir juntas.

Você derrotou a piometra e se recuperou tão rápido, quase a jato.
Você derrotou o câncer de pele, mas a doença fez com que você não pudesse mais tomar sol.
Você sempre foi rebelde, mas entendeu o que eram aqueles fios na sua barriguinha e não arrancou um que fosse!
Sua nova vet ficou feliz com sua recuperação, você nos emocionou com sua vontade de viver, de sarar, de poder correr com seus irmãos. Aí conseguimos roupinhas de seu tamanho GGGGGG e você resolveu escapar do sol.

É tão injusto que pessoas tenham tirado você de mim.

Você nos defendeu duas vezes deles, mas infelizmente eles descobriram seu ponto fraco: como eu, você é muito gulosa... Não resistiu àquela comida caindo do céu e devorou tudo antes que seus irmãos chegassem perto.

Eu te vi, linda, descansando.

Você estava muito calma, deitada onde eu pedi que ficasse quando o sol batesse, à sombra das bananeiras. Com seu pijama cor de rosa, deitada de lado, como se estivesse dormindo. Eu te chamei e você não veio. Chorei, gritei e você não veio. Só assim para eu ter certeza de que você nunca mais viria...
E como isso doeu, minha branca! Foi a maior dor que já senti em minha vida...

Durante sua recuperação, em que levamos todos os colchões para a sala, cobrimos tudo com lençóis e passamos o fim de semana todo na sala dormindo, eu acordei chorando, de medo de um dia te perder... Eu chorava e você conversava com seu pai, pois não entendia porquê eu chorava se você já estava firme e forte (com pontos fresquinhos na barriga, veja só essa cachorrinha!). Aí como eu não te escutava, você prometeu para seu pai que nunca me deixaria.

Como sua ausência dói, minha querida!

Você foi a minha primeira cachorra, a que ensinou para mim como cachorro é MESMO tudo de bom!
Eu te ensinei algumas coisas, mas as lições mais importantes, quem aprendeu fui eu.
Obrigada, linda!
Eu vivi melhor porque um dia você existiu.
Eu sou hoje uma pessoa melhor por causa do seu amor, de sua compreensão, de sua paciência.
Espero que meu amor também tenha feito com que sua vida tão curta tenha sido especial.

Você foi amada demais, branca.
Eu te amei como jamais amei ninguém na minha vida.
Tenha certeza disso.

Muitos beijos, mais do que todos que trocamos nesse tempo em que estivemos juntas.
Muitos abraços, mas longos e quentes do que aqueles que compartilhamos nas noites frias de céus muito estrelados.
E me espera, porque eu vou sempre esperar pelo nosso reencontro.

Adri



Girl on the Rocks às 15h48
[ ] [ Não seja egoísta! ]

___________________________________________________




A BANDA QUE FAZ MINHA CABEÇA

Se chama Ludov.
É uma banda fofa, de São Paulo, formada por caras que estudaram na ESPM na mesma época que o meu irmão e o meu primo (inclusive a vocalista, Vanessa Krongold, está no orkut do meu primo, não sei ainda se ele é amigo ou fã, mas whatever)...
O Ludov já tinha um trabalho interessante quando eram apenas Maybees mas estouraram mesmo quando viraram Ludov e lançaram esse clipe aqui, ó... Esse desenho fofo com essa música fofa ganhou o VMB de melhor clipe independente e o resto é história.
No site oficial deles tem uma porrada de informação, além do clip de Princesa e o de Kriptonita (que esse ano concorre a três VMBs e nenhum deles como banda independente, apesar de que tem toda a cara de independente uma banda que se apresenta no porão do CCSP e cujos membros ficam no palco após o show para autografar camisetas, CDs e tudo mais).

Quem quiser, tem o EP DOIS A RODAR e o CD EXERCÍCIO DAS PEQUENAS COISAS no Rádio UOL e dá para ouvir tudo na íntegra. Vale a pena!

Quando eu te quiser
Esteja em casa
Esteja na sala de estar
Ludov, "Kriptonita"

 



Girl on the Rocks às 11h17
[ ] [ Não seja egoísta! ]

___________________________________________________




DÚVIDAS

Ele apareceu de novo.
Com todas as promessas que eu gostaria que ele tivesse feito mas não fez.
Com todas as possibilidades que eu queria ter tido, mas ele não me deu.
Me querendo da forma que eu sempre quis que ele quisesse, mas ele nunca admitiu.
Com uma proposta maior do que todas as que eu sempre sonhei e ele nunca propôs.
Agora ele me quer.
Me quer para todos os dias.
E eu não tenho coragem de dizer não.
Nem de dizer sim.

E assim a vida segue.
Eu me enganando.
Enganando a ele - mas ele bem que merece.
E enganando o outro - que não merece.
No final...
Queria ficar sozinha.
Mas quem disse que eu consigo?



Girl on the Rocks às 12h40
[ ] [ Não seja egoísta! ]

___________________________________________________




NA CORRERIA

As coisas andam corridas por aqui.
Algumas coisas vão mudar e assim que eu puder, eu conto as novidades.

No feriado (7 de setembro), fui com o Ro levar a sogra para almoçar.
Fomos ao GIGIO da Rua do Gasômetro e lá estava sendo filmado um quadro de um programa da Record.
Luzes, calor, um inferno.
No final, quem pagou a conta?
EU, claro.
Porque todo castigo para corno é pouco.

Já assisti também LUTA PELA ESPERANÇA, com Russell Crowe e Renee Zellweger.
Um filme bonito, uma história real, fiquei bastante tensa no final.
Apesar de ser ambientado no mundo do boxe, é bem diferente de MENINA DE OURO.
E tem ainda o Paul Giamatti dando show *como sempre*...

Assistimos também QUIXOTE, o monólogo do Carlos Moreno.
Muito, muito, muito bom.
O cara, para segurar a platéia por 90 minutos contracenando só com ele mesmo, tem de ser bom.
E qualidade, o Moreno tem de sobra.
O enredo fala sobre a história de Dom Quixote - e é mais atual do que nunca!

No DVD, só filmes medianos mesmo...
DOZE HOMENS E OUTRO SEGREDO, DESVENTURAS EM SÉRIE e O AMOR CUSTA CARO.
Mas tenho de confessar.
Sou fã do George Clooney.
Rapaaaaaaaaz, com esse eu casava!

No mais, só a cassação do Jefferson, o papelão do Bolsonaro que levou o coronel que torturou o Genuíno na época da ditadura no depoimento do mesmo na CPI nem sei qual delas, o FDP que teve o dom de torturar e matar a família de uma amiga de infância por dinheiro, o Severino e o cheque do mensalinho... Só desgosto.

Só uma coisa: Cadê a Fernanda Karina?
Ninguém sabe, ninguém viu.
15 minutos? Já venceram...



Girl on the Rocks às 15h30
[ ] [ Não seja egoísta! ]

___________________________________________________




TÚMBALO

Abro minha caixa de e-mails à busca de notícias alentadoras e me deparo com isso...

Sabe o que eles gostariam de levar para o túmulo?

Essa foi a pergunta que a Age Concern, uma intituição de auxílio a idosos do Reino Unido, fez a mil velhinhos.
O nonsense da situação não pára aí, mas vai perguntar uma coisa dessas para o velhinho?
Q falta de sensibilidade!
O pior mesmo foi a resposta do povo: o primeiro item da lista foi TELEFONE CELULAR.
Pensando bem, pode ser útil, vai que o cidadão fica com saudades de casa e resolve ligar.
Aí ele pode aproveitar e pedir para colocarem o recarregador também...



Girl on the Rocks às 11h29
[ ] [ Não seja egoísta! ]

___________________________________________________




MIROSMAR

Ontem fui com o Ro ao Pátio Higienópolis.
Fomos comprar ingressos para Quixote, o monólogo do Carlos Moreno (mais conhecido como Garoto Bombril) no Teatro Folha e já que estávamos lá, decidimos pegar um cineminha tb...
Na verdade, a gente queria assistir A Fantástica Fábrica de Chocolate, mas como os ingressos estavam esgotados, acabamos vendo 2 Filhos de Francisco.
E vamos ser justos.
O filme é FANTÁSTICO!
A história é muito emocionante, o elenco é excepcional (mas o que é o Ângelo Antônio e a Dira Paes, meu Deus? Arrasaram!) e a direção, roteiro, edição, montagem e até a trilha sonora, impecáveis.
E de tudo, para mim ficaram duas perguntas:
Por que raios o Francisco e a Helena foram dar para o filho mais velho o nome de MIROSMAR?
Se o Mirosmar tivesse morrido ao invés de Emival, será que mesmo assim teríamos Wanessa Camargo?

Ah sim, esse finde tb vi Carrie, a Estranha, do Brian de Palma.
Um bom filme, como a maioria dos De Palma...
Deve ter causado bastante comoção nos anos 70.
Hoje a gente não tá mais nem aí...

Os Homens preferem as Morenas.
Há! Mas isso eu já sabia.
Esse estudo suuuuuuuper interessante para a humanidade foi feito na Grã Bretanha e descreveu as morenas como atraentes, inteligentes e sofisticadas, contra as loiras carentes e a ruivas neuróticas... ;-)
E eu?
Tecnicamente, tenho cabelo escuro.
Conto como morena?
Ou japas estão em um grupo à parte?

E já comecei a contar meus tostões.
Strokes, atração do TIM Festival, vão dar uma passada por terras paulistanas.
JÁ TÔ LÁ!
Vou comprar meu ingresso na 5a. feira mesmo!

Last night, she said:
"Oh, baby, I feel so down.
See, it turns me off,
When I feel left out"
The Strokes, "Last Nite"

Hit do primeiro álbum, "Is this it?".
Acho que é a mais conhecida deles.
Um musicão!!
E o baterista nem precisava ser brasileiro (mas é)!

 

 



Girl on the Rocks às 18h25
[ ] [ Não seja egoísta! ]

___________________________________________________




Com essa história de avó internada e avô idem, até esqueci de contar.
Mas minhas meninas lindas (Alanis e Kiki) impediram um assalto no sítio!
Foi assim, domingo na hora do almoçomeus pais vieram para São Paulo.
Nisso, pessoas chegaram com um alicate e cortaram a cerca para invadir.
Só que as lindas botaram os manés para correr.

Só foi descoberto o rombo na cerca pq Alanis foi chamar a caseira.
Linda não?
Merece o prêmio de CADELA HEROÍNA de 2005...



Girl on the Rocks às 15h15
[ ] [ Não seja egoísta! ]

___________________________________________________




A VIDA TAMBÉM É TRISTE

Meu chefe e a esposa perderam o bebê que eles estavam esperando na terça à noite.
Eles já têm um filho de 1 ano e meio e estavam "grávidos" do segundo filho.
Não era de se esperar uma gravidez tranqüila, mas perder, acredito eu, é a última coisa que as pessoas esperam.

Hoje ela foi fazer a curetagem.
Limpar o que seria a casinha do bebê por nove meses.
Ele foi com ela, pegou o outro filho na escolinha, deixou com a avó e ia voltar para o hospital.
Arrasado.
Disse que vem se arrastando nos últimos dias.
Acredito.
Estou morrendo de dó.
Eu o conheço há apenas 4 meses e a esposa, nem conheço.
Mas nem eu, que sou muito tosca, consegui deixar de ficar triste.

Acho que a partir do momento que tomamos consciência de que ele está lá dentro e é um bebê desejado, ele já passa a ser uma pessoinha.
Foi uma pessoinha que nem sabia que era viva que morreu.
E deixou escombros emocionais em um casal.



Girl on the Rocks às 15h06
[ ] [ Não seja egoísta! ]

___________________________________________________